Trabalho ingrato

Como as coisas podem ser tão diferentes e com valores tão distintos, principalmente quando o assunto é desejo e fetiche. Trabalho como jornalista em uma grande empresa de Comunicação e adoro meu trabalho. Faço exclusivamente o que eu gosto. Mas um dia deste, fui comprar um tênis e me deparei com uma cena inusitada e uma vontade estranha. Enquanto experimentava o meu calçado, ao lado, uma mulher pede para olhar uma sandália e ao tirar seus pés de dentro do sapato fechado que ela usava, surgiram um belo par de estupendos e belos pezinhos. Logo depois de me flagrar paralisado, vem em nossa direção o vendedor que pega nas lisas solas daquela moça e como um vencedor calça-lhe as sandálias como se fosse um destemido e forte guerreiro que acabou de conquistar a sua presa. Ali ao lado, um fraco e apático espectador, observando tudo com reduzidas chances de um dia poder pelo menos tocar naquelas perfeitas construções da natureza. Naquele momento, só naquele momento eu adoraria ser, pelo menos por um instante, um mero vendedor de calçados.

Desejo maior

O que são os pés? Para muitos são apenas uma parte (suja) do corpo. Para outros, muito menos, não passam de membros que sustentam o esqueleto ou apenas serve para andarmos de um lado para o outro. O que há de interessante em uma parte do corpo que muitas vezes é esquecida, olhada como se fosse ponto final de uma linha de trem, já que ao perceber uma mulher na rua olhamos o rosto e vamos descendo, mas muitos, a maioria, para e fixa, no meio do caminho, mas precisamente na bunda. Mas na minha opinião os pés são muito mais que isso. Essa simples e singela obra da natureza, muitas vezes escondida dentro de sapatos fechados, são um dos meus maiores objetos de prazer. Ás vezes em sandálias (de salto ou rasteira), em chinelos ou simplesmente descalços, ao olhar a forma desenhada que tem um pezinho, com aquela linda curvinha em sua base e dedinhos que parecem fazer mágica, fico encantado e capaz de passar vergonha no meio da rua ao me deparar com uma dessas obras-primas em qualquer lugar. Eles estão por ai espalhados e não se tem um lugar certo de onde encontra-los, pois quando se menos espera ele aparece e tira seu fôlego. Nessa situação o que fica constrangedor é quando uma prima sua, amiga da irmã, ou namorada do amigo tem essa lindos pés, fica difícil não observar. Pelo menos eles não sabem o porquê do olhar compenetrado. Ainda não sei de onde veio essa tara por pés, mas foi uma das minhas melhores descobertas, pois coloriu minha vida de uma maneira nova e especial.

Pezinhos (versão)

Já tive pezinhos
De todas as cores
De várias idades
De muitos odores
Alguns até
Muito tempo beijei
Prá outros apenas
Lambidas lhe dei…

Já tive pezinhos
Que eu quis pro resto da vida
De unha pintada
Com a sola ferida
Eu fico contente
Eu fico feliz
Beijar um pezinho
É o que eu sempre quis…

Com seus pés na cabeça
Eu não penso em mais nada
Eu fico confuso
Excitado demais
Mas qualquer pezinho
Me deixa feliz
E eu quero sempre mais…

Procurei
Em todos os pezinhos
A felicidade
Eu sempre encontrei
Mas fico com saudade
Com eles me sinto bem
E sempre digo sim…

Um pé é
Razão da minha vida
Prazer de verdade
Quero um pé de menina
Para minha vaidade
Ter sempre um pé por dia
É o que eu sonhei prá mim…

Primeiro post

Sou um amante de pés femininos, mas sou um pouco exigente. Não é qualquer pezinho que me apetece, mas sim aqueles que são muito bem cuidados, sem machucados e limpinhos, brancos se possível. Até entendo os que gostam deles sujos ou defenda que pé é pé e vale qualquer um para satisfazer o prazer, mas não a nada mais delicioso que encarar de frente uma bela de uma solinha lisinha e macia. Imagina beijar e acariciar aquele delicado pedaço do corpo que desperta o desejo de inúmeros seres da espécie humana? Gostaria de um dia poder ter um para passar o dia todo ao meu dispor e realizar todas as minhas fantasias. Um pé bem cuidado e bonito é uma coisa que deixa os fetichistas loucos, mas quando se deparam com esta parte do corpo na rua, aos olhos de muita gente deve ser estranho olharmos para baixo e não para a bunda da mulher. Talvez muitas mulheres achem que somos tímidos ou submissos (o que tem muito em comum), pois caso elas parem na nossa frente, a princípio iremos olhar  para baixo e não as encaramos, só para dar uma bela conferida em seu pezinho. Portanto mulheres, abram a mente para essa possibilidade e descubram um mundo novo, pois quem fica com um podólatra nunca esquece da experiência inesquecível que é ter um homem aos seus pés de verdade. 

Abro aqui um espaço para todo tipo de informação sobre o mundo podo. Esse será um blog que terá notícias, fotos, relatos, etc… Não só para os homens, mas também para as mulheres, que poderão conferir dicas de como cuidar de seus pés, produtos e muito mais. Espero que todos gostem do Blog do Podólatras!